SEJA BEM-VINDO

segunda-feira, 30 de junho de 2008

A INCLUSÃO DIGITAL NO ERJ: O ESTADO DA "ARTE"

A situação é confusa mesmo, como de resto andam confusas as atitudes do governo do Estado. Pra mim, a SEE está "jogando um jogo" pra platéia. Ora cobre a cabeça - na hora que tem gente prestando mais atenção a essa parte - e descobre os pés - com os seus calcanhares de Aquiles - ora cobre os pés e descobre a cabeça. É um jogo meio sem graça tanto de jogar quanto de assistir; pior ainda é quando somos a BOLA de reserva e a da "vez".
O fim da função de OT já foi publicado no DO? Alguém tem essa informação? Caso contrário, por que estamos "correndo" pra voltar à sala de aula?! Nós também estamos jogando esse jogo?!
Lembram que tivemos de assinar um "protocolo de intenções" onde nos comprometíamos a não desistir do jogo antes de a partida acabar?! Lembram?!!!! O documento era unilateral, eu sei; mas a recíproca não tem que ser verdadeira?! Agora o Estado pode simplesmente nos "desconvocar"?! No meio do JOGO?! Cancelar os pontos a favor da Educação que juntos fizemos?! Não devíamos apelar pro juiz? pro bandeirinha, sei lá?! Alguém nesse país do jogo que seja mais coerente?! Ah! por falar nisso, muitos OT fazem um curso de pós-graduação - que só existe em razão desse importante jogo que jogamos contra a time de exclusão - e é um convênio com a federação. O governo do Estado do Rio de Janeiro pode simplesmente pegar a bola, pô-la debaixo do braço e dizer que o jogo está terminado?!
Peraí!!!!!!!!!! Será que não há nenhuma outra saída nesse jogo de muitas perguntas e pouca ou nenhuma resposta? Quem tem um atalho aí, por favor? Nós não podemos simplesmente morrer nesse RPG. Ai!, como ziguezagueia essa política do "ensino"! De quatro em quatro anos se quer mudar as regras do jogo, interromper a partida no meio, distribuir beijinhos pra platéia - que, eta-ferro, é alienadinha - e ainda por cima, mandar os jogadores jogarem em outra freguesia.
Não costumo acompanhar esses motes gritados pelas torcidas, dizer que o país é um país de merda, essas coisas feias. Mas agora sou obrigado a concordar: _Governo de mentira! Educação vil! Manda OT pra sala e finge que não viu. Ou então: _Au! Au! Au! Quem fechou os LIEDs foi o seu Cabral.
Valha-nos Deus! Estamos num jogo perigoso toda a vida. Quantas vidas ainda temos pra gastar nesse jogo?! E, o adversário está jogando sujo. Está nos provocando a fim de que desanimemos e acabemos por abrir mão das estratégias que acreditamos serem as melhores para a peleja.
Parece que a partida foi interrompida... Nenhuma Tv vai noticiar?! Elas adoram um mundo cão. Vamos! Luz, câmera, ação!


Itaperuna, domingo, 18 de março de 2007

Um comentário:

pablo disse...

O texto que eu li fala da educação.

eu acho que a educação deve ser dada ao filho desde novo e com muito cuidado, porque o seu filho tem que ter um aprendizado bom e muito estudo.